Skip to main content

Precisa de inspiração para estudar? Conheça 10 filmes que vão te ajudar!

Nem sempre os estudos são prioridade na vida de um aluno. São muitos estímulos que desviam a atenção, como jogos, passeios, e principalmente Netflix. Se você é um daqueles que está procrastinando, deixando os livros de lado e precisa de inspiração para estudar, listamos 10 filmes que vão te ajudar nessa tarefa. Confira!

Ao mestre, com carinho

Mark Thackeray é engenheiro desempregado e decide dar aulas em Londres, em uma escola no bairro operário de East End. O professor precisa confrontar adolescentes indisciplinados, que fazem de tudo para impedir as aulas. Porém, ele não desiste, enfrentando o desafio de ensinar a turma de rebeldes. Ao receber o convite para voltar à antiga profissão, precisa decidir se continua como professor ou não.

Sociedade dos Poetas Mortos

Em 1959, na Welton Academy, tradicional escola preparatória, um ex-aluno se torna professor de literatura. Imediatamente seus métodos nada ortodoxos de incentivar os alunos a pensarem por si mesmos criam conflitos com a tradicional direção do colégio.

O Sorriso de Mona Lisa

Katharine Watson é uma professora recém-formada que consegue uma posição no conceituado colégio Wellesley, lecionando História da Arte. À frente do seu tempo e inconformada com o conservadorismo da época, ela decide lutar contra as normas, inspirando suas alunas a enfrentarem de forma não convencional os desafios da vida.

Legalmente loira

Elle Woods é presidente da fraternidade onde estuda, Miss Junho no calendário do campus, loira natural e namorada do garoto mais popular do colégio, Warner Huntington III, com quem planeja se casar. Warner vai estudar Direito em Harvard e decide terminar o relacionamento, por achá-la inadequada e fútil. Elle decide provar que Warner está errado e passa a estudar, para também entrar no curso de Direito e provar sua inteligência.

Preciosa – Uma história de esperança

Em Nova York, no Harlem, Claireece Precious Jones é uma adolescente de 16 anos obesa, negra, pobre, violentada pelo pai e abusada pela mãe. Cresce revoltada e totalmente sem afeto. Preciosa já é mãe de “Mongo”, portador da síndrome de Down, e engravida pela segunda vez, sendo suspensa da escola que frequenta. Transferida para uma escola alternativa, encontra um meio de fugir de sua vida traumática.


LEIA TAMBÉM: 5 dicas pra aprender Inglês online

À procura da felicidade

Chris Gardner é um pai de família com sérios problemas financeiros. Linda, sua esposa, decide deixá-lo e ele permanece com seu filho de apenas 5 anos. Usando suas habilidades de vendedor, consegue uma vaga de estagiário, não remunerada, em uma importante corretora de ações. Chris confia na sua capacidade, dá o melhor de si e estuda em todos os momentos que encontra, inclusive em estações de trem, abrigos públicos, banheiros, enquanto o filho dorme.

Um sonho possível

Baseado em uma história real, o filme conta a trajetória de Michael Oher, um jovem negro, filho de mãe viciada, que não tinha onde morar. Com talento para os esportes, é visto pela família de Leigh Anne Tuohy caminhando em direção ao estádio da escola, onde dormia e se abrigava da chuva. Convidado para passar uma noite na casa dos milionários, ele passa a conviver mais com a família, dedica-se aos estudos e ao esporte, e muda totalmente o rumo da sua vida.

A condenação

Betty Anne e Kenny são irmãos muito unidos. Kenny passa a sofrer perseguição por parte da polícia local, por ter cometido pequenos delitos anteriormente. A situação se complica quando ele é arbitrariamente preso ao ser acusado e condenado à prisão perpétua pelo homicídio de uma jovem. Sua irmã, acreditando na sua inocência e sem dinheiro para pagar um bom advogado com o salário de garçonete, volta a estudar para se formar em Direito.

A Teoria de Tudo

Filme baseado na biografia do brilhante astrofísico Stephen Hawking, retrata além do seu romance com uma aluna de Cambridge, Jane Wide, a maneira como fez suas inigualáveis descobertas sobre o tempo, e o início da doença motora degenerativa, aos 21 anos.

Estrelas além do tempo

Durante a Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética disputam a liderança na corrida espacial. Um grupo de funcionárias negras da NASA é obrigado a trabalhar separado do resto da equipe branca, devido à profunda cisão racial da época. Diariamente elas precisam lidar com o preconceito e provar sua competência.

Depois de se inspirar com todos esses filmes que demostram a importância do acesso ao conhecimento e as possibilidades de mudança na vida de quem se dedica aos estudos, não deixe de se cadastrar na plataforma do SEDA College Online e comece já a estudar. São vários cursos gratuitos para que você possa se aperfeiçoar ainda mais! Clique aqui e inscreva-se!

Compartilhar:
Alunos que utilizam o SEDA College Online para aprender inglês

Jovens de Instituto brasileiro utilizam SEDA College Online para aprender inglês

A nossa plataforma de ensino de idiomas tem levado a educação para pessoas de mais de 10 países pelo mundo. O resultado disso é que mais de 270 mil alunos têm utilizado o SEDA College Online para aprender inglês. Além disso, a plataforma é responsável por colaborar com iniciativas bacanas de aprendizagem, como a que vamos conhecer hoje!

Além da utilização para aprender um novo idioma de forma independente, como o inglês, por exemplo, o SEDA College Online se tornou algo maior para uma comunidade em Hortolândia, interior de São Paulo, Brasil. Isso porque o Instituto Batista Boas Novas de Educação e Assistência tem usado a plataforma para ensinar inglês para jovens que frequentam o espaço.

O Instituto é uma escola sem fins lucrativos que trabalha com a Educação Infantil, Ensino Fundamental 1 e 2, e faz parte da Igreja Batista Boas Novas de Hortolândia.

Segundo a professora Juliana Pereira Firmino, que ministra as aulas de inglês para as duas turmas formadas, sempre foi um sonho capacitar os alunos e a comunidade através da língua inglesa. “Tenho tirado as dúvidas e preparado exercícios extras para aqueles que encontram dificuldades. Criamos situações onde os alunos podem praticar o que estão aprendendo no curso online. O que eu não sei, corro atrás para aprender e ajudar a turma”, explica.


LEIA TAMBÉM: SEDA College Online lança curso de Espanhol 100% gratuito

Além disso, ela explica que simula conversações simples e algumas dinâmicas que ajudam os alunos a praticarem o inglês. Todo o trabalho nas aulas é com base no livro da SEDA College Online que está disponível na plataforma. As aulas acontecem uma vez por semana.

“Sou muito grata a SEDA por nos permitir esta parceria. Tenho visto como os alunos estão em progresso a cada dia”, finaliza.

Também quer estudar inglês com a gente? Acesse o http://www.sedacollegeonline.com/ e matricule-se no curso, é gratuito!

Compartilhar:

Como começar 2018 com o pé direito

Como começar 2018 com o pé direito? A tradição é bastante conhecida de todos: organizar a vida, estabelecer metas, listar os principais objetivos, determinar prazos para as resoluções. Comece o próximo ano de forma leve e positiva, dando o primeiro passo rumo a mudanças reais. Aqui listamos algumas dicas e sugestões para que seu ano inicie da melhor forma! Confira!

1° passo para começar 2018 bem: limpe todos os armários da casa

Separe roupas, acessórios e sapatos que não usa. Faça o mesmo com utensílios domésticos, roupas de cama, toalhas.  O que não é útil para você, pode ser para outra pessoa. Doe tudo que não lhe serve mais.

Planeje uma rotina de exercícios

caminhada

As mudanças também envolvem o corpo e a mente. Se não é adepto de exercícios, comece fazendo caminhadas. Aos poucos, encontre outras atividades que lhe agradem e diminuam o stress.

Monte uma planilha de alimentação saudável

Bons alimentos fortalecem a mente. Opte por uma comida mais natural, descasque mais e abra menos pacotes. Siga à risca suas determinações de Ano Novo e sinta os benefícios se manifestando a cada dia.

Faça uma lista com livros que deseja ler no próximo ano

Todo mundo tem vontade de ler algo diferente, mas acaba optando por outros tipos de diversão, como TV, jogos em smartphones e Netflix. O livro de bom conteúdo faz com que o leitor desperte o senso crítico, tenha outro olhar sobre si mesmo e a história. Leia mais!


LEIA TAMBÉM: Como organizar horários para aprender inglês em menos tempo

Planeje uma viagem em 2018

planejar viagem

Escolha o destino, calcule o valor que vai precisar e comece a juntar imediatamente. Coloque um prazo para alcançar esse objetivo e liste o passo a passo para chegar até lá.

Passe mais tempo com a família e os amigos neste ano que se inicia

As resoluções de Ano Novo também envolvem as boas relações com a família e os amigos. Planeje encontros semanais, almoços de domingo. É muito bom estreitar laços, principalmente com aqueles que não nos damos muito bem. Superar diferenças e perdoar erros faz parte de uma vida equilibrada e mais feliz.

Escolha um hobby e comece em 2018

Hobbies são muito bons para descansar a mente e diminuir a ansiedade do dia a dia. Produza algo que lhe dê satisfação. Plante uma horta, desenhe, escreva, cozinhe. Faça algo de que goste e se dedique algumas horas semanais a isso.

Planeje realizar um trabalho voluntário

Nada melhor do que ajudar o próximo para ver que os próprios problemas podem se resolver sozinhos. Se dedicar ao outro enche o coração de alegria, melhora a saúde e a disposição.

Aprenda um novo idioma

SEDA College Online

Sempre quis aprender inglês ou espanhol e nunca teve tempo? Faça um curso on-line gratuito com a SEDA College Online. A plataforma de ensino de idiomas oferece conteúdos objetivos e bastante úteis para alunos com vários níveis de conhecimento. Ao final do aprendizado, você recebe um certificado de proficiência. Acesse já e comece a estudar: http://www.sedacollegeonline.com/

Pule sete ondas

Para garantir que o ano de 2018 seja incrível, pule sete ondas na noite de Ano Novo. Confie no poder das águas, na energia que essa noite especial emana. Mas principalmente, confie em si mesmo e na capacidade de recomeçar quantas vezes for necessário.

O mais importante diante de todas as resoluções determinadas, é cumpri-las de alguma forma, no seu tempo. Tenha compromisso com você mesmo e veja como começar 2018 com o pé direito.

Compartilhar:

5 maneiras de aprender inglês sem pagar nada

Todo mundo sabe que aprender inglês é indispensável para conseguir melhores empregos, se comunicar globalmente, e subir na carreira profissional. O idioma é largamente difundido no nosso dia a dia por meio de palavras incorporadas ao vocabulário de vários segmentos profissionais, termos técnicos e gírias. Conheça 5 maneiras de aprender inglês sem pagar nada e comunique-se melhor:

Assista a filmes com legendas em inglês

As legendas em inglês ajudam a compreender melhor a pronúncia das palavras e auxiliam na fixação da grafia. No começo pode parecer um pouco difícil fixar a atenção na legenda, mas com um pouco de insistência, percebe-se que essa é uma maneira prazerosa e eficaz de aprender um novo idioma. Escolha filmes de diversos estilos, com um vocabulário variado.

Siga canais no YouTube

Diversos canais são ótimos para dar dicas rápidas sobre o idioma, corrigir pronúncias e introduzir expressões idiomáticas. Os vídeos têm em média 10 minutos e usam recursos engraçados, ou mostram situações práticas, que ajudam a entender melhor o conteúdo. Os canais da Carina Fragozo e o Inglês com Nativo são nossas sugestões. Alguns minutos por dia são suficientes para se aprender inglês sem pagar nada.

Baixe Apps específicos

Diversos aplicativos são ótimos para se aprender o idioma. A vantagem é que podem ser acessados a qualquer momento, do celular ou do tablet. É importante se cercar de estímulos para aprender inglês de forma rápida e produtiva. DuolingoHello Hello e Busuu são ótimos programas para acessar nos momentos de folga.

Duolingo, aplicativo para aprender inglês sem pagar


LEIA TAMBÉM: 5 dicas para aprender inglês online 

Acompanhe sites de notícias internacionais, em inglês

A leitura de notícias em inglês, além da informação, fornece conteúdo rico para aumentar o vocabulário e treinar a gramática. Envolver-se a todo tempo com o novo idioma é importante para a fixação do aprendizado. É importante ter um dicionário em mãos e um caderno para anotar palavras novas e seu significado.

Faça cursos on-line gratuitos

SEDA College Online

No Seda College Online é possível aprender inglês sem pagar nada, acessando conteúdos relevantes e de qualidade. É uma maneira eficaz de conseguir se destacar profissionalmente aprendendo um novo idioma.

Se você quer aprender inglês sem pagar nada, estudando nos momentos livres e acessando aulas essenciais para praticar e se habituar ao novo idioma, acesse http://www.sedacollegeonline.com/ e comece já!

Compartilhar:
Aula Cambridge SEDA College

Como funcionam os exames de Cambridge

Os exames de Cambridge são uma forma oficial de certificar em qual nível de conhecimento da língua inglesa o estudante se encontra, com base em seus conhecimentos linguísticos, sua fluência, vocabulário, além da experiência e foco na hora de resolver as questões.

Todos os exames são organizados com base no CEFR – Common European Framework of Reference e possuem uma escala de pontuação bem específica, que fornece relatórios mais objetivos, atendendo melhor a determinado perfil de estudante, que normalmente busca uma vaga em universidades internacionais, ou deseja dar aulas de inglês, ou se candidatar a um emprego no exterior.

O exame possui níveis diferentes de dificuldade, de acordo com o volume de conhecimento do estudante.

Cambridge English Young Learners (YLE) – exames para crianças entre 07 e 12 anos. São oferecidos em três níveis: Starters, Movers e Flyers. Os exames são especialmente elaborados para crianças, que recebem certificados e são incentivadas a continuar seus estudos do idioma. Não há reprovação.

Cambridge English Key (KET) – exame de nível elementar (A2), para adolescentes e adultos. Mede a capacidade de comunicação em situações rotineiras. O candidato deverá ter entre 180 e 200 horas de estudo da língua inglesa.

Cambridge English Preliminary (PET) – exame de nível intermediário (B1), avalia a comunicação em situações sociais ou de trabalho. O candidato deve ter uma média de 375 horas de estudos do idioma.

Cambridge English First (FCE) – prova de nível intermediário superior (B2), avalia a capacidade do candidato ao interagir em diferentes situações do cotidiano. Esse certificado é uma das mais confiáveis provas de habilidade linguística.

Cambridge English Advanced (CAE) – exame de nível avançado (C1), onde é avaliado o desempenho do aluno em situações rotineiras e mais elaboradas que do último nível. É um exame reconhecido por mais de 3.000 instituições educacionais, empresas e agências governamentais.

Cambridge English Proficiency (CPE) – prova de nível avançado (C2). Reconhecido por instituições internacionais como sendo a mais alta qualificação em língua inglesa.

Cambridge English Business (BEC) – exame que avalia a habilidade de utilização do idioma em ambiente profissional. É oferecido em 3 níveis: Preliminary (B1), Vantage (B2) e Higher (C1).

Teaching Knowledge Test (TKT) – avalia o conhecimento profissional de professores. As áreas testadas emvolvem o conhecimento da língua inglesa e seu aspecto pedagógico.

Business Language Testing Service (BULATS) – forma de avaliação linguística específica para empresas, companhias e organizações.

International English Language Testing System (IELTS) – exame aberto a pessoas com diferentes níveis de proficiência em inglês. É exigido por universidades e instituições internacionais, para fins de cursos de pós-graduação e também imigração.

Os resultados dos exames de Cambridge são mais detalhados, e os candidatos recebem uma nota para cada habilidade: leitura, escrita, compreensão auditiva, expressão oral e use of english. Uma nota geral também é atribuída.


LEIA TAMBÉM: 7 motivos pelos quais você deve estudar na Irlanda

Portanto, os resultados apresentados na escala mostram claramente o progresso do aluno de um exame para outro. Aquele que tiver segurança e o conhecimento suficiente, se desejar, pode começar pelo FCE ou CPE, sem percorrer todo o caminho, desde o início.

O mais importante antes de prestar o exame, é estudar como a prova é feita, quais assuntos costumam cair e estudar bastante. Os exames de Cambridge não são gratuitos, são caros, por isso, é importante que se preste o exame com segurança.

Lembre-se que os exames de proficiência são a melhor maneira de atestar o conhecimento no idioma inglês. Sem eles, por mais que o estudante seja aplicado, não é admitido em universidades internacionais, nem consegue a chance de iniciar uma carreira profissional em outro país.

Compartilhar:
Sala de aula SEDA College

5 coisas que seu professor de Inglês adoraria que você soubesse

Aprender inglês não é fácil e isso não é novidade para ninguém! Apesar de importante, a segunda língua mais falada no mundo é muitas vezes um grande desafio para boa parte dos estudantes que tentam aprender o idioma diariamente, seja online, no Brasil ou até mesmo morando em um outro país.

Antes de mais nada, deixemos claro um negocinho aqui que li lá no Blog da Savana:

Existem quatro níveis de inglês

a) O que você acha que fala
b) O que sua mãe acha que você fala
c) O que as pessoas acham que você fala (e isso está diretamente ligado com o quanto elas acham que falam)
d) O que você realmente fala

Eaí, só verdades não é mesmo?

Pensando justamente nessas dificuldades e nas pessoas que – erroneamente – acham que jamais aprenderão a falar inglês, conversamos com alguns professores da nossa escola e eles deram algumas dicas para vocês turbinarem o aprendizado do seu inglês.


LEIA TAMBÉM: Dicas para morar na Irlanda pela primeira vez

Confere só:

1 – INGLÊS NÃO SE APRENDE SÓ COM GRAMÁTICA

Focar principalmente em gramática é um dos erros das escolas públicas e até de muitos cursos particulares de inglês no Brasil. “Eu diria que gramática é o forte dos brasileiros, porque é o que mais aprendem nas escolas. “Muitos estudantes alcançam nível pré-intermediário nos testes de nivelamento, mas quando fazem a prova oral e precisam estabelecer comunicação através da fala, percebemos o quanto o nível educacional do Brasil precisa melhorar”, avalia Sônia, uma das professoras da grade da SEDA College. A gramática é uma parte muito importante do aprendizado, mas é preciso ter um equilíbrio entre todas as habilidades com a língua – saber falar, ouvir, ler, escrever e, principalmente, compreender as mensagens.

Inglês

2 – APRENDA A USAR PREPOSIÇÕES

Existem inúmeras regras para justificar o uso de cada preposição na língua inglesa. São tantas que até mesmo nativos têm dificuldades de justificar o porquê do uso de uma determinada preposição ao invés de outra. As preposições to e for, por exemplo, causam muita confusão, pois sempre existe exceção à regra. De maneira geral, pode-se dizer que a preposição to está ligada à ideia de direção ou movimento, muitas vezes equivalente à preposição a ou para. Enquanto for está relacionada à ideia de benefício, substituição, intenção ou predestinação, como o por ou para. “A dica é ouvir bastante as pessoas falarem a assistir filmes e séries de qualidade, assim, treinando a habilidade de ouvir, o estudante ganha confiança e aprende a usar as preposições naturalmente. É importante saber que inglês aprende-se aos poucos, não existe segredo para aprender tudo de uma única vez”, reforça a professora.

Regras inglês
3 – NÃO TRANSFIRA SEU SOTAQUE PARA O INGLÊS

No português, a maioria das palavras termina em vogal e, mesmo quando terminada em consoante, a letra deixa de ser pronunciada em muitas regiões do país (como acontece com a letra r). É importante lembrar que, no inglês, a fonética tem regras diferentes e o som das letras mudam. Jamais deve-se colocar o som de vogal no fim de uma palavra terminada em consoante (como Facebooki, worki, interneti etc.) – isso pode comprometer a transmissão da mensagem em uma conversa.


LEIA TAMBÉM: Paulo Barros do maior canal de inglês do Youtube brasileiro visitará a SEDA College

A sílaba tônica também deve ser foco de atenção, pois pode mudar a palavra (no inglês, verbos e substantivos podem ser diferenciados simplesmente pela sílaba tônica). Ao estudar inglês, esteja aberto ao novo e fique atento aos falsos cognatos – palavras com grafia parecida e sentido completamente diferente (como pretend, que significa “fingir” e não “pretender”).

4 – APOSTE NA IMERSÃO CULTURAL PARA APRENDER O IDIOMA

Explorar uma língua por meio da cultura é a melhor forma de aprender – essa é uma das vantagens do intercâmbio. Quando se observa a aplicação de palavras no dia a dia, o jeito como ela é pronunciada pelos nativos, a entonação e o contexto em que são usadas compreende-se facilmente porque são escolhidas em cada situação. A observação e exposição ao idioma contribuem para que o cérebro faça essas associações. Isso também é possível para quem decide estudar sem sair para um temporada no exterior, mas é preciso ler em inglês, assistir a filmes, participar de fóruns e atividades que promovam o contato constante com o idioma com pessoas de diferentes nacionalidades.

Irlandeses


LEIA TAMBÉM: Curso de inglês em Dublin vale a pena?

5 – USE AS AULAS APENAS COMO COMPLEMENTO

No Brasil, os estudantes dedicam-se cerca de duas horas por semana ao inglês e não buscam outras formas de ter contato com o idioma. Por mais que isso aconteça duas vezes na semana, não é suficiente para um aprendizado eficiente ou rápido. Já os intercambistas, embora possam estar mais expostos ao inglês, insistem em se comunicar em sua língua nativa com outros brasileiros no exterior.

Mesmo no intercâmbio, com 15 horas semanais de curso, a sala de aula representa apenas 20% do aprendizado. “Como as relações acontecem de forma mais fácil com conterrâneos, os alunos acabam frequentando festas brasileiras com brasileiros, almoçando comida brasileira, falando português e fazendo tudo o que faziam no Brasil. A maioria não vive a cultura local, não pratica o idioma como deveria. E esquece que o segredo para um bom aprendizado é aplicar o que se aprende de forma imediata e constante”, analisa Sônia. As aulas devem ser um complemento para tirar dúvidas e ter acesso a novos tópicos de estudo, mas não podem ser a única fonte de aprendizado.

Tem mais uma que nossos professores não disseram mas eu gostaria de complementar: inglês não se aprende por osmose. Parte do aprendizado de uma nova língua vem do esforço individual fora da sala de aula, por isso, sabe aquele filme legendado em português que você gosta de assistir? Porque não colocar em inglês?

Gosta de podcasts? Porque não começar a escutar alguns em inglês?

São poucas coisas, mas tenho certeza que esses pequenos gestos te ajudarão nessa.

Compartilhar:
Aprender inglês em menos tempo

Como organizar horários para aprender Inglês em menos tempo

Sabemos que o aprendizado do idioma inglês depende muito da dedicação e persistência do aluno; é uma conquista pessoal, mas todos sonham em achar a fórmula para aprender inglês em menos tempo. Se o estudante souber organizar seus horários, ocupando seu tempo com atividades diversificadas que insiram o idioma no dia-a- dia, o resultado será alcançado rapidamente.


LEIA TAMBÉM: Dicas para não sofrer tanto com o sotaque irlandês

Por isso, existem algumas rotinas incorporadas ao intercâmbio que podem acelerar o aprendizado e ainda divertir o aluno:

  • No horário em que acordar, sintonize na rádio local. Dublin possui estações para todos os gostos musicais, além de estações de notícias. Enquanto prepara o café, toma banho, escova os dentes e se veste para sair de casa, preste atenção no locutor. Nada mais adequado para compreender o sotaque, aprender novas palavras, entender o emprego de gírias.
  • Quando estiver indo para as aulas, escute suas músicas prediletas em inglês enquanto caminha, pedala ou pega o transporte. Muitas vezes cantamos sem prestar atenção na letra, na entonação, no significado das palavras. Para a música ser útil ao aprendizado do idioma, ela deve ser ouvida e compreendida.
  • No horário após as aulas, faça exercícios relacionados à matéria que acabou de aprender.
  • Depois de ter uma aula de inglês, reveja suas anotações, resolva exercícios relacionados, leia em voz alta para aprimorar sua pronúncia.
  • Quando fizer uma pausa para almoçar ou lanchar, escute podcasts em inglês. Você estará adquirindo conhecimento em áreas diversas e ainda treinando sua audição e compreensão da língua.
  • Ao fazer passeios nas horas do intervalo, procure manter conversas não apenas com os colegas, mas com os moradores locais. Vá até um pub, uma confeitaria, arrisque seu conhecimento no idioma e inicie um diálogo, faça pedidos, pergunte sobre os produtos, peça uma sugestão.
  • Quando estiver no emprego ou estágio, não tenha medo em conversar com seus colegas.
  • Busque atender a todos com atenção e se não compreender alguma palavra, peça para repetirem. Não é vergonha alguma, os locais de Dublin estão acostumados a lidar com estrangeiros.
  • No horário de descanso, depois das aulas e do trabalho, assista a filmes ou às suas séries preferidas em inglês. Comece prestando atenção aos diálogos, acompanhando a legenda com atenção. Depois, assista diversas vezes sem tradução alguma. Aos poucos seu ouvido se acostuma e o entendimento surge naturalmente.

Adquirindo esses hábitos, organizando seus horários e incorporando o idioma inglês à sua rotina, você estará praticando a língua em todos os momentos do intercâmbio, fazendo com que o aprendizado seja mais rápido e efetivo.

Compartilhar: